Projeto Repensar 2020.
Para reagir pelo meio ambiente.

Em 2020, o Projeto Repensar abordou assuntos como: reaproveitamento da água doméstica, utilização de recursos pluviais em áreas urbanas, atitudes conscientes em períodos de estiagem e ações preventivas, ações educativas em escolas contra o
desperdício dos recursos hídricos, apoio às iniciativas rurais e projetos urbanos em novos formatos de hortas com eficiência hídrica, agricultura familiar e a tecnologia da fertirrigação, acompanhamento e registro da falta de cuidado com rios e arroios da região, série de reportagens sobre a crise em um dos maiores reservatórios artificiais do Rio Grande do Sul, o Lago Dourado, e os riscos do descarte irregular do óleo para a preservação dos recursos hídricos. Além disso, divulgação e incentivo a programas de recuperação e manutenção de nascentes de água e estímulo à separação domiciliar dos resíduos sólidos (lixo seco).

A INICIATIVA

Durante 76 anos de existência, a Gazeta pôde acompanhar diversas mudanças de comportamento da sociedade. E, nos
últimos 10 anos, a empresa assumiu o papel de protagonista dessa transformação ambiental somada a sua atividade principal de informar . Esse período serviu para amadurecer um projeto definitivo que torna a consciência ambiental um propósito permanente do Grupo. Assim surgiu, em 2020, o projeto Repensar, para reagir pelo meio ambiente.
O projeto é formado por uma categoria editorial assinada, campanha publicitária em jornais, rádios, redes sociais e portal de notícias, além do trabalho de atuação junto à comunidade.

IMPACTO EM VISIBILIDADE

JORNAL
80 matérias em jornal/portal de notícias com selo do Repensar
60 anúncios institucionais relacionados ao calendário do meio ambiente

RÁDIOS
36 entrevistas nas rádios
4 flashes ao vivo pelas redes sociais durante as principais ações externas
3.600 inserções institucionais distribuídas na programação das 3 rádios do Grupo

PORTAL GAZ / REDES SOCIAIS
banners especiais para o portal de notícias
hotsite explicativo do projeto Repensar
40 cards institucionais para Instagram e Facebook
40 inserções de vinheta especial para Instagram e Facebook
40 stories gerados para Instagram e Facebook
3 lives para Instagram e Facebook durante as principais ações externas

IMPACTO SOCIAL E AMBIENTAL

A empresa, que decidiu tornar-se o próprio case do ponto de vista ambiental, realizou uma revisão nos seus processos de trabalho para reduzir o impacto na natureza. Entre os principais, estão:

ADESÃO SOCIAL

Em maio de 2020, foram criados 5 canais de comunicação digital interativos (WhatsApps Portal Gaz, Rádios FM 101.7, 107.9, 103,5 e 98,1), concentrados no portal de notícias da Gazeta e no novo aplicativo de notícias, totalmente gratuito e disponível na versão Android e IOS. Tudo isso para aumentar a interação com os usuários, que hoje chegam em média a 4 milhões (dado de janeiro-julho/2020). Ainda no portal de notícias, é disponibilizada a versão digital do Guia Socioeconômico, suplemento especial anual encartado nos dois jornais do Grupo. Essa publicação é responsável por reunir em uma única edição dados atualizados dos 28 municípios do Vale do Rio Pardo e Centro-Serra. A Gazeta disponibiliza também o Jornal da Emater gratuitamente.

O projeto Repensar programou em seu calendário de ações o prêmio “Meu Ambiente”, incentivando a comunidade a sair da condição de passividade para tornar-se catalisadora da transformação de comportamento social. A partir disso, novas iniciativas, tecnologias ou mesmo novos métodos que estavam restritos a um pequeno grupo podem ser compartilhados com toda a região através de todos os veículos da Gazeta. As iniciativas que têm o maior potencial de aplicabilidade para as famílias e menor impacto ambiental viram pautas da Gazeta, identificando os selecionados.

PARCEIROS

O projeto teve o apoio do poder público municipal e das entidades de classe e da iniciativa privada na região do Vale do Rio Pardo-RS. Além da Prefeitura de Santa Cruz do Sul, representada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, apoiaram o projeto a Cooperativa de Catadores e Recicladores de Santa Cruz do Sul (Coomcat), a Conesul Soluções Ambientais, empresa responsável pela coleta seletiva em mais de 50 municípios do Estado, a Fundação para Proteção Ambiental de Santa Cruz (Fupasc), que tem o objetivo de centralizar e dar um destino adequado para os resíduos gerados nos processos industriais, o Projeto Cavalo de Lata, que substitui cavalos de verdade por veículos sustentáveis feitos de lata, e o Programa Lixo Zero e a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).